Bem-Vindos. Sentem-se em volta da fogueira, peguem uma xícara de chá e comecemos a aprender os mistérios antigos e a desvendar segredos esquecidos.
Trilhem connosco a floresta sobre o olhar atento da Lua...

Novos artigos serão sempre publicados à segunda-feira e à sexta-feira.




sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Magia ao Despertar


Como já devem saber se há coisa que eu AMO é Magia no quotidiano. Adoro a forma como podemos encaixar a nossa prática mágica nas coisas mais simples do nosso dia-a-dia e tornar a magia parte da nossa vida e não apenas como uma ferramenta que utilizamos em caso de necessidade. 

Nesse sentido optei por hoje fazer um artigo mais leve e relaxado em que apresento algumas ideias para uma rotina matinal normal mas que inclua um pouco de Magia para começar bem o dia com o pé certo! Estas dicas têm como objectivo não só ajudar à ligação com a Magia logo de manhã e facilitar a ligação ao resto do dia mas também para dar um bom começo de dia de forma a garantir que tudo corre conforme planeado e da melhor forma possível.

  • Apontar sonhos
Ao acordar aponte os seus sonhos. Como falamos anteriormente no artigo Interpretação de Sonhos os sonhos são uma peça fantástica para o auto conhecimento e até para lidarmos da melhor forma com o que nos rodeia. Assim sendo ao acordar aponte o que sonhou na noite anterior. Onde estava? Com quem estava? O que viu? O que sentiu? O que cheirou? Todos os detalhes são importantes e devem ser assinalados.

  • Meditação no Banho
Utilize o elemento da água, durante o duche matinal, para limpar de qualquer energia negativa que tenha ainda do dia anterior ou, até quem sabe, caso tenha tido um pesadelo para cortar com o que aconteceu no sonho e preparar-se para o dia sem que isso o influencie. Medite um pouco enquanto toma banho, se puder, ou em alternativa antes de começar a tomar banho. Outra boa dica é utilizar sabonetes naturais e artesanais* que tenham ervas associadas ao que pretende que esteja presente durante o seu dia para ajudar a colocar essas energias no seu caminho. Enquanto toma banho visualize as energias negativas a saírem do seu corpo e a irem pelo ralo da banheira, para longe de si.

  • Acenda incenso
Começar o dia com um cheirinho agradável de incenso que ainda tem a vantagem de nos sintonizar com as energias que queremos para o nosso dia! Acenda um incenso enquanto se veste e se prepara. Coloque também um pouco de música (quem sabe uma playlist consagrada para boas manhãs?) no telemóvel, por exemplo. Isto ajudará a começar o dia com boa disposição e também a garantir um bom começo!

  • Devoção no Altar
Mesmo que não tenha muito tempo, que é natural, passe pelo seu altar e diga pelo menos um Oi às divindades ou entidades a que presta culto. Diga Bom Dia e, quem sabe, se tiver tempo medite um pouco ou peça sinais relacionados com situações que tenha a decorrer e necessite de auxílio.

  • Pequeno-Almoço
Aqui é onde pode entrar a Magia de Cozinha (a minha favorita!). Beba um chá energizado para ter um dia produtivo e satisfatório, ao fazer o seu pequeno almoço mexa os ingredientes ou os cereais na direcção dos ponteiros dos relógios, trace sigilos por cima ou na própria comida, aproveite ao máximo para aplicar energias que pretende na sua vida (saúde, prosperidade, segurança, amor, etc.)
.
  • Maquilhagem
Planeio brevemente fazer um artigo dedicado a este assunto mas, entretanto, falemos de como a maquilhagem pode ser utilizada a nosso favor. Porque não desenhar sigilos de protecção ou de confiança e determinação com a base antes de espalhar? Ou consagrar o nosso batom (também serve para os hidratantes!) para que as nossas palavras tenham a acção desejada? Utilize do que tiver ao seu dispor para atingir os objectivos que pretende. Para o Bruxo tudo é um ferramenta pronta a ser utilizada. 

  • Cumprimentar o Sol/Natureza
Se no caminho para o carro ou para o transporte passe por árvores ou jardim, diga um Olá. Porque não? Está comprovado que as plantas gostam que falemos com elas e como Bruxos é algo que nos é vantajoso também. Cumprimente o Sol e sinta as energias fortes a entrar em si e a energizar para o dia que está à nossa frente.

***

Para além destas dicas há muitas mais: Cuidar do jardim antes de sair de casa, preparar chá para levar para o trabalho com energias que se pretende, preparar o almoço/jantar para comer no trabalho ou na escola com ingredientes específicos/sigilos/etc para os objectivos daquele dia ou dos projectos em que trabalhamos, etc. Como falei tudo são ferramentas que podem (e devem!) ser utilizadas conforme pretendermos.

Não gosto de visualizar a Magia como algo que é para se utilizar apenas quando necessário. Como um martelo ou uma escada que apenas usamos quando precisamos e de resto fica guardada numa gaveta a ganhar pó. A Magia está em tudo e em todos, devemos usar, explorar e tirar partido do que temos ao nosso dispor. Sempre com juízo, atenção e cuidado - é claro - mas devemos utilizar o que está ao nosso alcance para ter a vida que queremos.


Espero que este artigo seja útil e boas manhãs para todos! :)

-----------------------------
* Recomendamos a loja portuguesa Toque de Seda, um dos nossos parceiros, que vende sabonetes artesanais para os interessados!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

O Tarot: Os Arcanos Menores - Wands (Paus)


Hoje iremos começar a falar de Arcanos, começando pelos Arcanos Menores. Os Arcanos Menores estão divididos em quatro naipes: Wands (Paus), Pentacles (Ouros), Cups (Copas) e Swords (Espadas). Os naipes são semelhantes aos naipes dos baralhos comuns de jogos porém, para facilitar, iremos utilizar os nomes ingleses que são os mais utilizados. Nas imagens iremos utilizar o baralho de Rider Waite, tal como já falamos anteriormente.

Dois pontos importantes:

  1. A maioria das pessoas não utiliza, por norma, as cartas invertidas. Ou seja não lhes aplica nenhum significado específico às mesmas, assumindo o significado normal das cartas na sua posição certa. Porém, e com o objectivo de ser o mais explícita possível e auxiliar independentemente do método, iremos incluir aqui a descrição da carta invertida. O seu uso depende da prática de cada um e fica ao critério do utilizador.
  2. O significado das cartas de Tarot não é algo preto no branco, X ou Y, sim ou não. É algo fluído e dependerá também do próprio leitor, da sua relação com o baralho, das imagens das cartas, da pessoa que está a ser alvo da consulta, etc. Não se guie a 100% por tudo o que lê, tente usar da sua própria intuição e ligação com o seu baralho. 

Em cada artigo iremos falar de um Naipe de forma a não fazer as postagens serem demasiado longas. Hoje começaremos pelo Naipe de Wands (Paus).

  • Wands (Paus)
Como o próprio nome indicada este naipe está associado ao naipe de Paus no baralho comum. O elemento associado a este naipe é Fogo e representa tudo o que é relacionado ao espírito e à força interior. Representa paixão, carreiras, religião e/ou filosofia. Este naipe, numa leitura, normalmente representa uma resposta concreta como algo a fazer ou que foi feito, trabalho, batalhas mas também, ao mesmo tempo, pode representar os resultados que advém das acções.

Às de Wands
Significado: Algo importante que irá ocorrer é o principal significado de todas as cartas de Ás. No caso de Wands esta estará relacionada com eventos importantes e significativos que virão a ocorrer, relacionados com as situações materiais. Criação, Invenção, Negócios: O princípio, o nascimento, família e origem. De certa forma também a virilidade e o começo de negócios. Relacionado com dinheiro e bens materiais.
Invertida: O oposto, a queda, a decadência, ruína e perda de felicidade.



Dois de Wands
Significado: Desejo pelo Mundo e por tudo o que este tem oferecer, mesmo quando já se tem uma boa quantidade de tudo o que se deseja. Dependendo do tipo de leitura poderá indicar a impossibilidade de um casamento ou de um evento importante. Por outro lado, dependendo do contexto, poderá também representar fortuna e riqueza. Ou então sofrimento físico, doença, saudade, tristeza. A própria imagem é alusiva a isso mesmo. Este tipo de cartas deve ser analisada com base no contexto em que surge.
Invertida: Surpresa, espanto, emoções, problemas, medo.


Três de Wands
Significado: Esta carta representa quando fomos parte de um projecto importante e recompensador porém agora sentimo-nos obsoletos. Na imagem vemos um homem num penhasco com navios a passar ao fundo. O homem significa a força estabelecida, negócios, esforço, comércio e descoberta. Os navios estão a navegar no mar e levam o que ele comercializa. A carta representa a cooperação e que a colaboração irá favorecer negócios e projectos e que devemos aceitar ajudas, caso aplicável.
Invertida: O fim dos problemas, suspensão ou paragem das adversidades, desilusão.


Quatro de Wands
Significado:A celebração do retorno a casa após uma jornada de prosperidade e receber os louvores e recompensas. Voltar para o ambiente familiar e para o que consideramos ser o nosso lar.  A vida no campo e em casa, as origens, uma espécie de refúgio e de momento de colheitas, em que nos voltamos para nós mesmos. Paz, harmonia, prosperidade e a combinação perfeita entre estes aspectos.
Invertida: O significado mantém-se como sendo a prosperidade, a abundância, a beleza e a felicidade.


Cinco de Wands
Significado: Uma calamidade que pode ser revigorante. Algo que parece simples ao início mas, quando as ambições colidem, torna-se complicado. Representa uma espécie de guerra mímica em que se imitam uns aos outros. Competição, a busca incessante pela fama e fortuna. Está também ligado à batalha da vida pela prosperidade e riqueza pessoal. Alguns chamam a esta carta como a carta do ouro e do ganho. Sucesso financeiro.
Inversa: Contradição, contencioso, disputas, truques.


Seis de Wands
Significado: Sucesso e ganhos materiais que fazem com que os outros também queiram ser iguais a nós. Porém é uma carta que também nos lembra que poderão ainda vir dias chuvosos no meio de tanto Sol. Boas notícias, ganhos materiais, esperança na vitória que está para vir. Por muito más que as coisas pareçam ainda virá o tempo bom e as vitórias.
Invertida: Medo, traição, deslealdade, Atraso indefinido nos planos que existem, abertura das portas ao inimigo, etc.


Sete de Wands
Significado: Dificuldade em agarrar o que já temos e manter isso connosco. Tentativas por parte de terceiros de nos tirar o que já nos pertence. Luta pelo que é nosso e tentar derrotar o nosso inimigo. É também uma carta de coragem pois representa um homem a lutar contra seis e, mesmo estando em desvantagem, não desiste. No plano intelectual simboliza discussão verbal, negociações, competição. É também uma carta de sucesso pois existe aqui uma vitória da nossa parte.
Invertida: Perplexidade, constrangimentos, ansiedade. É também um cuidado contra a indecisão.


Oito de Wands
Significado: As nossas posses em movimento e correndo o risco de se perdem. Trabalho duro que poderá custar a ser realizado (quer a nível de esforço ou a nível monetário) mas que é necessário para ultrapassar os obstáculos existentes. Esperança, Actividade em progresso, velocidade em direcção a um fim que assegura felicidade. No geral esta carta representa movimento e, em certas tiragens, poderá também simbolizar as flechas de amor.
Invertida: Inveja, conflitos internos, problemas de consciência, problemas relacionados (como discussões) para pessoas que estejam numa relação.


Nove de Wands
Significado: Recuperação após uma batalha difícil e na qual lutamos com determinação porém contra a maré. Esta carta representa a força da oposição. A suspensão ou paragem no processo de uma batalha para recuperar forças. Pode também significar um atraso ou adiamento nos projectos a decorrer devido aos impedimentos existentes. No geral esta carta é considerada como sendo uma carta de teor negativo.
Invertida: Obstáculos, adversidade e calamidade.


Dez de Wands
Significado: Demasiado peso para carregar a nível de trabalho ou projectos. Esta carta faz-nos questionar se estaremos a ser usados para o lucro alheio? A leitura desta carta está relacionada com o contexto em que a mesma surge. Poderá estar ligada à honra e boa fé e, ao mesmo tempo, à opressão. Mas também à fama, fortuna, ganho e sucesso. É uma carta de máscaras e aparências. O sucesso será estragado caso a seguir a esta carta surja o Nove de Wands e, se for questões legais, o caso estará perdido. Se perto de uma carta positiva representa dificuldades e contradições.
Invertida: Dificuldades, intrigas e as suas analogias.


Pajem de Wands
Significado: Muitas possibilidades ao ponto de ser difícil de escolher porém todas elas terão resultados prósperos mas a escolha tem de ser feita no momento. Pode representar a chegada de um homem (um amante, um homem fiel, um enviado) que trará testemunhos favoráveis. Se esta carta for seguida pelo Pajem de Cups poderá representar um inimigo ou rival.
Invertida: Más notícias, indecisão, instabilidade no geral.



Cavaleiro de Wands
Significado: O agarrar da oportunidade e seguir em frente. Promessas de sucesso desde que nos mantenhamos no nosso caminho e agarrados aos nossos príncipios. Esta carta pode representar emigração ou viagens. Muitas vezes representa mudança de casa/residência mas voluntária e no seguimento de oportunidades que nos surgiram. Pode também simbolizar um casamento frustrado.
Invertida: Divisão, discórdia, interrupção de algo,



Rainha de Wands
Significado: Uma carta de boa colheita em vários sentidos. Existe abundância na vida da pessoa em questão e até a oportunidade de aumentar essa abundância, se forem tomados os devidos passos (dependente das cartas que se encontram em redor). Sucesso de negócios e amor ao dinheiro e às posses materiais.
Invertida: Continua a ser uma boa carta relacionada com bem-estar, economia, serviço. Dependendo das cartas que estão em redor também pode significar, em alguns casos, alguma inveja e até infidelidade.



Rei de Wands
Significado: A fortuna que é difícil de manter e a existência de alguma inveja em redor da pessoa afectada. Esta carta representa sempre a honestidade e também pode, em certas situações, ser um aviso de heranças que estarão por vir. O Rei está ligado ao Leão (símbolo no seu trono) e esta carta está relacionada às características desse animal.
Invertida: Continua a ser considerada uma carta favorável porém rígida, severa e austera. Tolerante em alguns casos. Os conselhos dados junto com esta carta devem ser devidamente seguidos. 

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Reconectar com a Magia


A vida agitada da cidade e das nossas rotinas urbanas pode acabar por nos afastar da nossa prática. Acabamos por ficar limitado à prática da Magia e da Bruxaria apenas nas celebrações específicas ou nas fases da Lua e deixamos de ter aquela ligação constante com o mundo mágico. Deixamos de ver e de sentir as energias em nosso redor e de sentir-nos ligados à nossa prática. Neste artigo iremos listar algumas dicas que podem ajudar a restabelecer esta ligação e permitir que, mesmo com uma rotina atarefada, haja sempre tempo e forma de dedicar algum tempo ao culto dos Deuses ou à prática da nossa magia (incluindo sem divindades, se assim desejarem!).

  • Tire pelo menos uns 15 minutos por semana e acenda uma vela. Escolha a cor da vela com base naquilo que precisa que esteja presente na sua vida durante a semana a seguir ou em que precisa de alguma orientação e acenda-a. Sente-se e medite, olhe atentamente para a chama da vela e deixe-se levar a ver o que o fogo lhe mostrar.
  • Se tiver algum livro que tenha feitiços práticos e simples (os livros para iniciantes são fantásticos para isto!) escolha um e faça. Faça um por semana, por exemplo. Pode ser um feitiço para atrair prosperidade, atrair amor próprio, dinheiro, tanto faz. Algo simples, prático e útil e que não ocupe muito tempo. Assim não só não perde a prática da Magia como também acaba por ser uma tarefa útil.
  • Mande bênçãos. Quando estiver no autocarro ou comboio a caminho do trabalho imagine-se a enviar boas energias para as pessoas que gosta (pais, companheiros/as, irmãos, etc.) ou até para as pessoas que estão em seu redor, se sentir generoso/a!
  • Pegue nos seus livros das sombras antigos ou os não acabados ou até aqueles cadernos onde chegou a apontar informações sobre experiências realizadas. Veja o que funcionou? O que não funcionou? O que será para repetir?
  • Utilize afirmações no seu dia-a-dia. As afirmações são muito usadas no trabalho de Amor Próprio e também podem ser aplicados na nossa prática mágica, principalmente nos momentos em que nos sentimos mais em baixo e mais vulneráveis. Ao acordar olhe ao espelho e diga frases como "Eu sou Magia.", "Eu sou um/a Bruxo/a", "Eu vejo e sinto a Magia em meu redor", "Estou no caminho para ser o/a Bruxo/a que sempre quis ser", etc.
  • Escolha as suas roupas ou acessórios de forma a trazerem boas energias. Pode ser nos símbolos, nas cores ou até nos formatos. Diversifique e tente aproveitar a Magia Quotidiana ao máximo! Pode até costurar sigilos nas suas roupas (nas etiquetas, no forro, etc.).
  • Sempre que estiver em redes sociais (Tumblr, Facebook, Pinterest, Instagram, etc.) e encontrar dicas mágicas, receitas, feitiços, listas de correspondências, etc guarde-as. Guarda no telemóvel ou no computador em formato de rascunho e aproveite para testar no futuro, apontar no livro das sombras, etc.
  • Medite pelo menos uma vez ao dia ou o mais frequentemente possível. Meditar é bom não só para a sua prática mágica mas também está comprovado que é um fantástico auxílio para ter uma boa saúde. Junte o útil ao agradável!
  • Faça feitiços ou amuletos para eventos que estejam para vir. Testes na escola/faculdade? Amuleto para ajudar a ter boa nota. Vem aí a Primavera? Chás para ajudar as alergias e as constipações primaveris. Encontro de família? Feitiço para promover a harmonia! Coloque as suas habilidades e talentos em prática! A prática, afinal de contas, leva à perfeição.

E, claro, coloque a Magia Quotidiana em prática! Temos um artigo sobre o assunto chamado "A Magia no Quotidiano" e existe um livro chamado "Magical Household" que ajuda exactamente nisto em aplicar a Magia nos momentos do seu dia-a-dia sem que envolva muito trabalho e tempo mas, ao mesmo tempo, tenha o efeito pretendido e acaba por nos ligar mais ao nosso caminho pessoal. É de recordar, claro, que não é obrigatório o trabalho com Divindades para estas dicas funcionarem! Podem ser adaptadas à prática e gosto de cada um. Afinal, cada caminho é um caminho e nós só podemos caminho o nosso próprio caminho, não é? :)

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Métodos de Lançamento de Tarot


Existem diversas formas de lançar tarot e até podemos criar as nossas próprias formas de tiragem de cartas, dependendo do nosso baralho e do pretendido. Neste artigo irei apresentar quatro formas práticas (e simples) de lançar as cartas do Tarot. Existem muitas outras disponíveis na Internet, algumas mais complexas, outras mais simples. Para este artigo escolhi as mais simples e rápidas, não só pela sua simplicidade mas também pelo facto de serem ideais para quem está a começar a trabalhar com baralhos pela primeira vez.

  • Passado - Presente - Futuro
Dificuldade: Muito Fácil

#1 - Representa o passado.
#2 - Representa o presente.
#3 - Representa o futuro.

Esta tiragem é das minhas simples e práticas que existem. Com apenas três cartas podemos ter uma pequena visão do passado e do que aconteceu até chegarmos aqui, do actual presente e como a situação está e, com base na posição que temos actualmente e as decisões tomadas, como será o futuro. Recordamos que o futuro não é 100% certo mas sim uma estimativa muito certeira com base em como estão as coisas. Com força de vontade, tudo pode ser alterado.

  • A Decisão
Dificuldade: Fácil

#7 - Representa o consultado, a pessoa a que se refere a tiragem.
#3, #1 e #5 - Representam os eventos de ordem cronológica com que acontecerá se tomarmos a decisão.
#4, #2 e #6 - Representam os eventos de ordem cronológica com que acontecerá se não tomarmos a decisão.
Esta tiragem é simples mas muito útil para quando temos de decidir se devemos ou não tomar uma certa decisão. As perguntas ideais para esta tiragem são "O que acontece se tomar a decisão X e o que acontece se não tomar a decisão X?". É de ter em atenção que não é a tiragem ideal para decidir entre duas escolhas. Nesse caso o melhor será ou experimentar outra tiragem mais apropriada ou então fazer esta jogada para a opção X e outra para a opção Y e decidir das duas qual a mais vantajosa.

  • A Cruz
Dificuldade: Fácil
#1 - O presente ou o tema geral da leitura.
#2 - As influências do passado que ainda têm algum efeito na situação actual.
#3 - O futuro.
#4 - A razão por detrás da segunda (este ponto está directamente relacionado com o ponto #2)
#5 - Qual o potencial na situação e a solução a tomar.
Esta tiragem é uma forma clássica de lançar Tarot e é ideal para analisar as decisões que possamos ter a tomar. Ao contrário da tiragem da Decisão nesta conseguimos ver até que ponto o passado ainda nos influencia nesta decisão e como podemos livrar-nos dele e ultrapassar os obstáculos de forma a chegar ao nosso objectivo.

  • A Cruz Celta
Dificuldade: Média

#1 - O Presente.
#2 - O desafio imediato que está a ser enfrentado pelo alvo da leitura. Ter sempre atenção à carta pois mesmo sendo uma carta positiva irá representar alguma forma de desafio que tem de ser vencido.
#3 - A raiz do problema, o passado distante que deu origem à situação actual.
#4 - O passado mais recente ou uma situação actual que represente a dificuldade que está a ser passada. Por exemplo se a questão for referente a problemas de amor ou a problemas numa amizade, nesta carta irá estar uma representação de um evento recente que comprove esta dificuldade e exemplifique a origem do problema.
#5 - O melhor resultado. Esta carta não anula, por si só, a carta #10 mas completa-a. E, no caso de uma carta negativa, poderá também ser um aviso de que mais vale cortar o mal pela raiz do que continuar em dificuldades e sofrimento.
#6 - O futuro imediato, por norma, refere-se a dias ou semanas. É raríssimo esta carta e leitura se referir a períodos como meses e anos.
#7 - Os factores ou sentimentos que possam estar a influenciar a situação. Quando analisada em conjunto com a carta #1 poderá mostrar o que está por baixo de toda a situação e no seu núcleo.
#8 - Influências externas, sejam de situações ou de pessoas que influenciem diretamente o que está a ocorrer.
#9 - Os medos e esperanças da situação. Se pretender pode lançar duas cartas para clarificar o significado deste ponto.
#10 - O resultado final. Esta parte da tiragem é o que demonstra qual será o resultado final a obter após a análise. Se pretender pode tirar até três cartas para compreender melhor o que o Tarot tenta explicar neste ponto e até compreender o que poderá vir depois.

A Cruz Celta é capaz de ser o método mais conhecido e mais usado para lançar Tarot. Por esse motivo é também um dos mais adaptados e cujos significados das cartas podem variar dependendo dos métodos e do cartomante. Recordamos que devem sempre ser colocadas perguntas concisas e simples, sem muitos rodeios.

***

Estas são algumas das tiragens mais simples para quem está a começar. Se quiser evoluir mais pode sempre experimentar outras tiragens como a Tiragem Astrológica. Pode sempre procurar online outras formas de lançar Tarot ou até consultar nos livros associados ao seu baralho, caso haja. E então, já experimentou algumas destas? O que achou?

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Crítica Literária: "Hekate: Liminal Rites" de Sorita d'Este

Título: Hekate Liminal Rites - A Study of the Rituals, Magic and Symbols of the Torch-Bearing Triple Goddess of the Crossroads
Autor(es): Sorita d'Este e David Rankine
Pontuação
Descrição: Na encruzilhada da vida, morte e renascimento encontramos a Deusa Hékate. Honrada por homens, mulheres e Deuses os vestígios do seu culto antigo prolongam-se por milénios, dando pistas sobre a sua natureza e origens. Neste livro os autores utilizam diversas fontes históricas, criando uma obra que fornece um conhecimento das práticas mágicas e religiosas associadas a esta Deusa. Ao fazê-lo os autores criam um guia indispensável para quem pretende explorar os mistérios de Hékate hoje em dia.
Crítica: Terminei de ler este livro na semana passada e fiquei sem palavras. É sem dúvida um livro fora do comum, não só pela sua própria estrutura mas também pelo seu conteúdo. Este não é um típico livro de Bruxaria em que temos exemplos práticos do que fazer, receitas organizadas e todo um guia de "como-fazer". Este livro é uma compilação de investigação história dedicada à Deusa Hekate e ao seu culto. A forma como Ela era adorada na Antiguidade, as suas lendas, as formas subtis como surge nas lendas e mitos, as suas sacerdotisas, os seus símbolos, a sua acção sobre os vários domínios, os filósofos que se dedicaram a Ela, a forma como o seu culto e a sua presença se misturam com outras culturas (cultura judaica, por exemplo), etc. Todo um conjunto de fontes históricas que criam uma majestosa imagem desta Deusa intemporal, mostrando-nos que mesmo com o passar do tempo e até com o surgimento de novas religiões (Judaísmo, Cristianismo, etc.), Hekate manteve a sua presença e o seu lugar honrado.

No livro contamos também com a indicação de vários Hinos (Hymns) e até feitiços e rituais utilizados na Antiguidade para o culto a Hekate e outras divindades que estabeleciam ligação com a mesma. E, o melhor na minha opinião, é que ao longo de todo o livro é dado indicação das citações, das fontes históricas e das origens de cada passagem. Este promenor, apesar de parecer algo simples, é essencial porque permite a visão da Deusa com base no seu culto antigo, no seu culto primordial. Para prestar culto a uma divindade devemos conhecer não só a própria Divindade em si e a forma como nos ligamos a Ela mas também é essencial conhecer a sua história, os seus mitos e os cultos que foram prestados à mesma. E este livro consegue exactamente isso! Recorrendo aos Papiros Mágicos Gregos (PGM), aos "Chaldean Oracles" e outras fontes da época os autores constroem toda a imagem de Hékate que é essencial para compreendemos esta Deusa.

Para todos os que prestam culto a Hekate, para os que a querem conhecer e para os interessados no culto das divindades gregas, este livro é um livro a não perder!